Mestrado

Cinema e Cultura Digital

Departamento de Ciências da Comunicação e Tecnologias da Informação

Coordenador de Curso

Jorge Manuel Costa Campos

Destinatários

Podem candidatar-se a este ciclo de estudos:

  1. titulares do grau de licenciado ou equivalente legal na área científica deste ciclo de estudos ou em áreas afins;

  2. titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios de Bolonha na área científica deste ciclo de estudos ou em áreas afins;

  3.  titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido pelo Conselho Científico do ISMAI como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado na área científica deste ciclo de estudos ou em áreas afins;

  4. detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo Conselho Científico do ISMAI como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos.

Os candidatos serão sujeitos a uma entrevista para efeito de apreciação curricular e motivacional, devendo apresentar um portefólio, no caso de haver referências a percursos artísticos.  

Publicação em Diário da República

Acreditação do Ciclo de Estudos

Guião de Autoavaliação do Ciclo de Estudos
Informação oficial da A3ES: Resultado da acreditação
Estado: Acreditado 6 anos
Data da Publicação: 03-06-2020 

Descrição

O Mestrado em Cinema e Cultura Digital foi considerado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior uma oferta pertinente e original. Num contexto de profundas inovações tecnológicas que estão a alterar o modo de encarar o Cinema e o Audiovisual, o Mestrado proporciona, quer a reflexão sobre essa mudança e suas múltiplas articulações, quer as ferramentas indispensáveis à concretização de obras, cinematográficas ou híbridas, com visibilidade e aplicação em diversos domínios. Conjugando pensamento e ação, recolhe a experiência de profissionais cujas experiências tanto reportam à investigação quanto se alargam a incursões no trabalho de criação.

 

O corpo docente estabilizado é altamente qualificado. Todos os docentes têm o grau de Doutor, sendo autores de diversas publicações e responsáveis por projetos de investigação científica, designadamente no âmbito do Centro de Investigação em Artes e Comunicação (CIAC) classificado com Muito Bom pela FCT, bem como por atividades de natureza profissional ou artística com interesse para o ciclo de estudos.

Além das parcerias nacionais e regionais, de que são exemplo alguns dos mais conceituados festivais de cinema e de artes performativas, deve relevar-se a componente de internacionalização que passa pela integração no European Network for Cinema and Media Studies (NECS) e pela rede de investigação Besides the Screen, juntamente com o King's College, e pelas Universidades de Vitória e São Paulo, no Brasil.


O Mestrado, que desenvolve competências de elevado nível, com vista a dar resposta a um mercado cada vez mais complexo e sofisticado, está estruturado em quatro semestres com um total de 120 ECTS. Os dois primeiros têm 10 unidades curriculares, sendo os restantes fundamentalmente destinados à preparação e execução de uma dissertação ou projeto.

Este 2º ciclo de estudos decorre num contexto de interação com o exterior, relevando-se a participação de cineastas, artistas multimédia, curadores e outros especialistas em diferentes áreas do som e imagem digitais, bem como de empresas e entidades associadas ao setor.

 

Saídas Profissionais

A partir do momento em que os mestrandos adquirem competências para, de forma autónoma, ou integrada numa equipa, realizar, analisar, supervisionar e produzir obras cinematográficas, audiovisuais e multimédia, o campo das saídas profissionais é muito vasto. Tendo adquirido a consciência de um saber transversal, que requer inovação e criatividade, e dominando as ferramentas adequadas, as possibilidades de trabalho, tanto passam pelas múltiplas valências das indústrias do Cinema e do Audiovisual, quanto por atividades artísticas, a título individual, ou de caráter mais institucional, designadamente, em Investigação e Desenvolvimento.

A título de exemplo: realizadores, produtores, consultores digitais, assessores multimédia, curadores, programadores culturais, artistas a título individual, investigadores.

Equipamentos

O ISMAI possui instalações novas e funcionais, bem como um parque de equipamentos adequado às necessidades do curso. Dispõe de um bem equipado estúdio de televisão, ao qual se juntam modernos laboratórios de som e imagem, e infraestruturas de armazenamento e acesso à internet.

O plano de investimentos obedece a uma política de adaptação dos espaços às necessidades dos novos cursos, como é o caso do Mestrado em Cinema e Cultura Audiovisual, e prevê uma sistemática atualização com equipamentos de última geração e qualidade broadcast.
(curso muito virado para o exterior, nomeadamente para os festivais e as artes performativas, prevista a presença complementar de realizadores, artistas multimédia, designers de som, etc.)

Propinas/Bolsas e financiamento

​O ISMAI procura ajudar a financiar os estudos (propinas), pelo que promove um conjunto de apoios financeiros, tais como protocolos, bolsas e financiamento.

       Candidata-te aqui