Abordagem Neurospicológica nas Demências

São cada vez maiores e mais exigentes os desafios colocados pela sociedade em diversos domínios, em especial na área de saúde mental. Só compreendendo as doenças neurodegenerativas, conhecendo a sua categorização e especificidade e acompanhando as mais recentes guidelines é possível melhorar a interação com os portadores destas doenças, investindo eficazmente e colaborando nas prescrições.

Assim, a ação – Abordagem Neuropsicológica nas Demências pretende oferecer uma vertente técnico-científica, mas também proporcionar um espaço de troca de experiências, estudo de casos, análise de atitudes e práticas, e criação de estratégias de intervenção.

Duração:  18h​
 

​​​​​​
​​​
​​​

Próxima Formação Online

Dias 4, 11, e 25 de julho - 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00 (sábados).

Profissionais, técnicos/as e colaboradores/as dos serviços saúde e sociais1 (do setor público ou privado com vínculo contratual ou em regime de prestação de serviços), que atuem ou possam vir a intervir junto de utentes com quadros psicopatológicos e demenciais e/ou com suas famílias/cuidadores informais: médicos/as, enfermeiros/as, serviços de emergência, psicólogos/as, psicoterapeutas, gerontólogos/as, terapeutas da fala, terapeutas ocupacionais, assistentes sociais, e outras formações académicas relacionadas com as áreas da saúde e do comportamento.

 

1 A atividade profissional dos/as profissionais, técnicos/as e colaboradores/as dos serviços sociais deverá estar enquadrada na área da saúde e compreender cuidados médicos, de enfermagem, fisioterapia, prescrição e administração de fármacos, apoio psicossocial, neuro estimulação, higiene, conforto e/ou alimentação. 

No final do curso os/as formandos/as deverão ser capazes de:

  • Compreender o processo de envelhecimento biopsicossocial, bem como o processo patológico;
  • Identificar os sinais e sintomas de alerta;
  • Conhecer as causas, fatores de risco, critérios de diagnóstico, incidência e intervenção dos quadros demenciais mais comuns;
  • Conhecer as diversas manifestações comportamentais, emocionais e funcionais;
  • Compreender a forma como o idoso/utente vivencia as mesmas;
  • (Re)conhecer os sinais e sintomas de alterações comportamentais – episódios agudos;
  • Identificar e aplicar estratégias que permitam melhorar a interação, comunicação e gestão das alterações comportamentais e cognitivas, dos portadores de doenças neurodegenerativas;
  • (Re)conhecer os procedimentos e instrumentos de avaliação;
  • Interpretar relatórios de avaliação neuropsicológica;
  • Conhecer os modelos de referência na intervenção neuropsicológica;
  • Adotar os princípios, pressupostos e técnicas da Estimulação Cognitiva na prática profissional e na relação com a pessoa com demência.
  • O envelhecimento biológico e os processos de catabolismo patológico;
  • Doenças neurodegenerativas mais comuns: fatores de risco, critérios de diagnóstico e incidência;
  • Alterações comportamentais e emocionais nos diferentes tipos de doenças neurodegenerativas;
  • Modelos psicológicos aplicados à promoção do bem-estar;
  • A avaliação neuropsicológica: procedimentos, instrumentos e estrutura de relatório;
  • Modelos de referência na intervenção neuropsicológica;
  • Planos de Desenvolvimento/intervenção Individual;
  • Técnicas de estimulação cognitiva;
  • Modelos de monitorização.


Formulário de Inscrição

Inscrição

Ações de Formação